HOME
MGITECH

A internet 5G está revolucionando as telecomunicações no mundo todo. Com a evolução das redes móveis, criadas na década de 80, as quais já passaram por quatro gerações, a possibilidade de transmissão de dados e a velocidade foram crescendo. 

E, ao passar dos anos, surgiu a necessidade de uma conexão que possibilitasse a comunicação não apenas entre pessoas, mas também entre equipamentos e objetos dotados de internet das coisas (IoT) e outros recursos, o que será possibilitado por esta tecnologia. 

Alguns países já têm testado as funcionalidades da quinta geração da internet móvel, enquanto outros, como o Brasil, estão se preparando através do investimento em infraestrutura, testes e licenciamento das operadoras para operarem com a tecnologia.

O que o 5G representará para o país

Segundo o Ministério das Comunicações, o 5G deve resultar num investimento de R$6,3 trilhões para o Brasil. Por essa razão, há um movimento de aceleração no leilão das faixas da rede móvel a serem utilizadas pelas companhias de telecomunicação. Outro aspecto apontado pelo órgão é a inclusão social de mais de 40 milhões de brasileiros que ainda hoje não possuem internet para os mais variados fins. 

Na prática, tanto o dia a dia das pessoas quanto os avanços em diversas áreas, como indústria, saúde, automobilístico, agricultura, eletrônicos e tecnologia, passarão por avanços que não seriam possíveis sem a quinta geração de redes móveis. 

É possível citar, por exemplo, o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, os carros autônomos, as cirurgias remotas, os drones utilizados para entregas e o uso massivo da realidade virtual e da robótica. 

Segundo o engenheiro de sistemas eletrônicos da USP, Marcelo Zuffo, as frequências de ondas muito menores do 5G, quando comparadas com as outras gerações de internet, carregarão muito mais informações. Como consequência, será uma guinada na história da humanidade, com a conexão de casas, câmeras, eletrodomésticos e inúmeros outros objetos. Para ele, há uma tendência irreversível de conectividade extrema na sociedade. 

5G: a preparação do governo brasileiro

O governo brasileiro ainda está no início deste processo que envolve partes regulatórias, políticas públicas e implementação. A tecnologia 5G já está sendo testada no Brasil, porém na denominada 5G DDS. Isso significa que o compartilhamento das frequências é em 4G, o que faz com que as operadoras ainda não consigam entregar todos os benefícios em relação à velocidade e conectividade. 

Para se ter ideia, as faixas de frequência do 4G variam de 1.800 MHz (chamada banda 3) e 2.600 MHz (banda 7), enquanto as do 5G são maiores do que as atuais e variam de 3,5 GHz (Gigahertz) a aproximadamente 26 GHz (Gigahertz).

Nesse cenário, as relações entre o governo e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já estão em andamento, por meio de uma proposta de leilão com valor estimado em R$44 bilhões. Este tem foco em investimentos e oferta de internet 5G para todas as cidades brasileiras acima de 600 pessoas. 

De acordo com o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Moraes, esta é a maior licitação da história do país e as expectativas são que, em duas décadas, as operadoras devam investir, obrigatoriamente, R$160 bilhões, além de realizarem a cobertura de 30 mil quilômetros de rodovias. 

5G: o que a tecnologia significará para a sociedade

Pessoas físicas e jurídicas irão se beneficiar amplamente com o 5G. Tanto nas residências quanto nas empresas, os objetos e equipamentos poderão estar interconectados e fornecerem dados relevantes para inúmeros objetivos. Inclusive, esta oferta possibilitará a uma fatia maior da população adquirir “produtos inteligentes”, o que até então não era possível em função da baixa capacidade de conexão. 

Outras vantagens são a possibilidade de estudo e trabalho remotos, o que vai de encontro com uma nova realidade da sociedade como um todo. Vale citar também as melhorias em relação à saúde, segurança, reuniões remotas por videoconferência, mobilidade urbana e desenvolvimento das denominadas smart cities, ou cidades inteligentes. 

Como os negócios podem se preparar para a chegada do 5G

Como citado, negócios dos mais variados segmentos poderão elevar a competitividade e ter melhores resultados com a utilização da internet 5G. Alguns deles são:

- logística e transporte, promovendo uma ligação mais eficiente entre os diversos agentes da cadeia logística, como aeroportos, portos, empresas de transporte viário, varejistas, distribuidores e atacadistas;

- telecomunicações, pois todas as organizações ligadas ao segmento poderão se beneficiar da tecnologia, como no trabalho remoto de operadores, conexões nas cidades inteligentes, entre outros;

- agronegócios, a partir de fazendas conectadas com as tecnologias disruptivas;

- urbanismo das cidades, o qual poderá ser mais inteligente, seguro e sustentável com recursos como o monitoramento remoto de segurança, interligação de estruturas urbanas e monitoramento do trânsito à distância;

- prestação de serviços tanto presenciais quanto remotos, pois os profissionais estarão sempre conectados, favorecendo a comunicação com clientes, além de poderem realizar seus serviços de qualquer lugar;

- educação, por meio de estudos à distância, videoconferências e outros recursos que, hoje, não conseguem chegar em determinadas localidades, e muitas vezes não possuem a velocidade ideal;

- entretenimento e jogos eletrônicos com conexões muito mais rápidas para plataformas de streaming, por exemplo, e games multijogador;

Estes são apenas alguns exemplos dos resultados econômicos, financeiros e sociais que a internet 5G trará para o Brasil em breve. Se a sua empresa quiser aproveitá-los, é o momento de se preparar. 

Para ajudá-los neste processo, a MGITECH oferece diversos produtos e soluções que podem tornar estes e outros setores conectados.

New call-to-action

Envie um comentário

Topicos

Mantenha-se Atualizado